ABCA

A ABCA foi fundada em março de 2003 por um grupo de inicialmente trinta animadores de todo o país, tendo sua diretoria original composta por Marão, Arnaldo Galvão e Denise Garcia. Desde então, promoveu diversas mesas de debate no Anima Mundi entre os animadores e instituições e emissoras; conquistou a criação de três editais inéditos para animação através da Secretaria do Audiovisual / Ministério da Cultura, que irá gerar 33 obras audiovisuais em animação entre 2004 e 2005; é responsável pela indicação dos finalistas a Melhor Curta em Animação na Academia Brasileira de Cinema; desenvolve um projeto de pesquisa sobre a memória da animação brasileira; realiza encontros e reuniões mensais em diversos Estados brasileiros; entre outras atividades.

Foram criados em 2004 três editais inéditos específicos para cinema de animação do MinC, desenvolvidos em parceria com a ABCA:
-Dez curtas em animação para cinema entre cinco e quinze minutos de duração (60 mil reais para cada um)
-Vinte animações em vídeo de um minuto com temática "O Meu Melhor Amigo", voltada ao público infantil de até sete anos de idade e sem diálogos, em parceria com a TVE (10 mil reais para cada um)
-Três pré-produções de longa metragem (cem mil reais para cada um)

Além disso, está realizando atualmente a maior pesquisa já desenvolvida no Brasil sobre o universo de animação nacional. O objetivo é traçar um panorama da produção em animação realizada no país desde o início do século XX até os dias atuais, incluindo uma relação de todas as produções realizadas desde película até mídias digitais e um levantamento sobre as produtoras de animação existentes e os profissionais atuantes na área hoje no Brasil, conseguir uma visão geral sobre quem e quantos somos hoje, sobre qual o mercado para o cinema de animação e como ele se insere na sociedade, qual o processo de produção, formação profissional, relações e condições de trabalho dos profissionais e estudantes de animação no país. Esta pesquisa pretende levantar e quantificar a força de produção do cinema de animação no Brasil de maneira a subsidiar políticas pública e privada.

Realizada pela ABCA em parceria com o Ministério da Cultura através de patrocínio do Fundo Nacional de Cultura, a pesquisa é coordenada por profissionais atuantes na área de animação, como Andrés Lieban, Antonio Moreno, Arnaldo Galvão, Céu d’Elia, Claudia Bolshaw, Marão, Marcos Magalhães, Mauricio Squarisi e Quiá Rodrigues.

É muito importante que os profissionais e produtoras de animação de todo o Brasil participem. Os questionários estão disponíveis no site www.abca.org.br